GERAL

Homem é condenado a 18 anos de prisão por matar ex-mulher na frente da filha, em Valparaíso de Goiás
Testemunha viu o ex prendendo a vítima na cama e batendo na perna dela com a arma. Francisco Nascimento está preso desde o crime, em 2019.


Foto: Reprodução /TV Anhanguera

Um homem de 37 anos foi condenado a 18 anos de prisão por matar a ex-mulher na frente da filha em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Um sobrinho que também estava na casa disse que Francisco Nascimento Sousa estava bêbado e drogado quando o crime aconteceu e tentou fugir, mas foi preso logo em seguida. O julgamento foi na última quinta-feira (30).

O g1 tentou contato por telefone com a defesa de Francisco neste sábado (2), mas as ligações não foram atendidas até a última atualização dessa reportagem.

Paolla Cristine da Silva Correia tinha 31 anos e foi casada por 15 anos e teve duas filhas com o Francisco. Segundo a polícia, ela tinha se mudado de Santa Maria, no Distrito Federal, para o município goiano, mas o ex-companheiro foi atrás dela.

No dia do crime, em outubro de 2019, Paolla chegou em casa com um sobrinho e encontrou Francisco na sala. O sobrinho contou à polícia que os tios foram dormir no quarto e ele ficou na sala. Durante a madrugada, ouviu Paola gritando por socorro.

Ao chegar ao quarto, viu o homem sentado sobre a vítima, prendendo os pés dela e batendo uma arma contra a coxa da ex. A filha do casal dormia no mesmo cômodo e presenciou a situação.

O sobrinho da vítima contou durante as investigações que Francisco perguntava quem era o homem que estava na cama do casa, sendo que não havia mais ninguém. Depois disso, o homem atirou no colchão em que estavam.

A testemunha saiu do quarto e, momentos depois, ouviu um novo tiro. Ao voltar e olhar, viu que a tia estava baleada.

Francisco ainda apontou a arma para o sobrinho e apertou o gatilho, mas a arma falhou. Em seguida, fugiu pela janela, mas foi preso pouco depois.

O homem foi condenado por homicídio qualificado devido ao feminicídio, por motivo fútil e sem chance de defesa para a vítima. Ele segue preso desde o dia do crime.


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



GERAL  |   03/06/2022 12h32

Valparaíso de Goiás - GO
 




GERAL  |   12/05/2022 13h25

Valparaíso de Goiás - GO
 

GERAL  |   04/05/2022 21h11

Valparaíso de Goiás - GO