GERAL

Pirenópolis fecha atividades não essenciais e proíbe a entrada de turistas no final de semana
Medida segue determinações do decreto do governo estadual, mas pode ser revista na próxima semana. Também há restrição no horário de funcionamento de bares e restaurantes


Pirenópolis vazia, Goiás - Foto: Reprodução/ TV Anhanguera

A Prefeitura de Pirenópolis publicou um novo decreto proibindo a entrada de turistas em hotéis, pousadas e casas de temporada neste final de semana, além de vetar a venda de bebidas alcoólicas. A medida tem o objetivo de evitar o contágio da Covid-19.

O decreto municipal foi publicado na quinta-feira (15), pelo prefeito Nivaldo Antônio de Mello (PP). Ele acompanha o documento estadual, divulgado dois dias antes, que proíbe atividades não essenciais aos finais de semana. A diferença é que, enquanto o decreto do governo tem validade de 14 dias, o de Pirenópolis pode ser revisto na próxima semana, de acordo com a situação da saúde do município.

Para turistas que já estão hospedados em Pirenópolis desde antes da publicação do documento, a estadia pode se manter até domingo (18). O acesso à cidade será fiscalizado. A entrada no município só será liberada a quem apresentar comprovante de endereço ou adesivo disponibilizado pela prefeitura para identificar carros da cidade.

Além das regras para o turismo, bares e restaurantes só podem funcionar diariamente de 9h às 15h ou das 16h às 22h durante a semana.

Ainda segundo a prefeitura, todas as medidas do último decreto municipal, que foi publicado em 30 de março deste ano, que não entrarem em conflito com as regras estaduais continuam valendo. O município também disponibiliza um guia de orientações sobre a Covid-19.

Veja regras do decreto de Pirenópolis:
 
  • A comercialização de alimentos, por meio do sistema delivery, poderá ocorrer até a meia-noite;
  • Obrigatório o uso de máscara de proteção em todos os locais de acesso público;
  • Limitação de ocupação dos hotéis, pousadas, casas de temporada e outros meios de hospedagem será controlada em relação ao número total de leitos;
  • Escolas Municipais continuarão em regime especial de aulas não presenciais;
  • Fica instituído o toque de recolher - proibição de circulação de pessoas pelas vias e locais públicos e de acesso ao público, entre 0h e 5h.
Em caso de descumprimento das regras, os estabelecimentos podem ser autuados. Em caso de pessoas físicas a multa é de R$ 500. Já para empresas, a multa pode chegar a R$ 5 mil, além da suspensão da licença de funcionamento por até um mês.

Coronavírus

De acordo com o último boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES), a doença já contaminou 513.496 moradores de Goiás desde o início da pandemia, destes, 489.174 estão recuperados. São mais de 13 mil mortos.

Segundo o último boletim municipal, Pirenópolis conta com 1.249 casos confirmados da doença, sendo que 1.138 se recuperaram, e há 10 internações por Covid-19. Ao todo, 38 moradores morreram por causa do coronavírus. A cidade tem em torno de de 25 mil habitantes.

Fonte: G1


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



GERAL  |   19/04/2022 16h30

Pirenópolis - GO
 




GERAL  |   11/11/2021 09h29

Pirenópolis - GO
 

GERAL  |   11/11/2021 09h29

Pirenópolis - GO